atendimento@grupoecf.ong.br
+55 16 98870 0154
Rua Amazonas, 265 Campos Eliseos Ribeirão Preto SP
Umbanda no terreiro ou em casa?
Home » Textos Diversos  »  Umbanda no terreiro ou em casa?
Umbanda no terreiro ou em casa?
Estudo

UMBANDA NO TERREIRO OU MEDIUNIDADE DE INCORPORAÇÃO EM CASA?

É enorme o número de filhos de fé de umbanda, que permanecem na dúvida, se devem ou não se vincularem a uma casa/templo/terreiro ou se devem dar abertura para atendimentos dentro de sua residência.

Uma coisa é certa, aquele para o qual é o compromisso do médium e seu desenvolvimento em vida, irá ser a forte atuante em sua disposição de praticar a umbanda de caridade. Mas devemos lembrar que um templo, quando ali o médium precisa estar, é também para que ele possa observar os mais diversos exemplos, onde dos quais ele se debruçará em estudo, afim de prover a sua ampla formação.

Dentro de casa, ali no cantinho, eu só atendo quem eu quero e permito..rs, é até fácil. No terreiro, eu preciso atender quem as entidades ali determinam que são necessários ao ajuste e amparo, aí é o desafio. Se, porém, o médium, orientado a dar inicio a ritos em sua residência, também dar função a passagem de mais de uma linha de umbanda, é provável que este/esta irá em breve ter o compromisso de abrir um espaço para o culto e a execução do rito, muito provavelmente tornando-o publico com o passar do tempo.

Abre-se ali (ou adaptando para melhor execução) um outro templo de umbanda, com outra egrégora que coordena, para a pessoa do médium que desde agora, passará a ser levado ao crivo da organização e liderança, cumprindo nestes aspectos, muitos de seus compromissos karmicos reencarnatórios, assim como a experiencia da expiação da chefia e guia daqueles que lhe acompanham na fé.

____ Não podemos confundir, pela escola kardecista, com a prática do EVANGELHO NO LAR. Esta é uma reunião de educação e harmonização do ambiente do núcleo familiar, sem que se tenham as pretensões de incorporação ou chamamento de entidades para estabelecer ali uma sessão espírita.

Quando porém o colega de causa, do espiritismo, percebe que seu desenvolvimento em questão também o eleva para a iniciação de um trabalho mais amplo, é sempre o alto que já esta lhe coordenando, sugerindo, indicando o caminho e logo ele mudará de espaço, pois a bem da verdade, seja na umbanda ou no kardecismo, sempre que lhe for pela vaidade, o tropeço e a derrota é logo ali.