atendimento@grupoecf.ong.br
+55 16 98870 0154
Rua Amazonas, 265 Campos Eliseos Ribeirão Preto SP
Mediunismo de umbanda e outras técnicas
Home » Textos Diversos  »  Mediunismo de umbanda e outras técnicas
Mediunismo de umbanda e outras técnicas
Estudo

MEDIUNISMO DE UMBANDA E OUTRAS TÉCNICAS – o que pode ou não dentro de um terreiro ou agrupamento de umbanda?

Umbanda é, em sua síntese, a manifestação do (de um, da umbanda) espírito para a pratica da caridade (no sentido literal desta palavra, sem variáveis de entendimento).

Nota-se que, desde seu fundamento, a umbanda tem em seu rito, uma relação do médium (em qualquer grau) para com o espírito, este sim, que irá prover sua aparição (através da mediunidade de incorporação ou intuição, no médium consciente, semi-consciente ou inconsciente) para prover o atendimento a quem ali procura lenitivo para suas dores. No terreiro, claro..existe a figura do ORIENTADOR DE UMBANDA (pai de santo, como é comum dizer) e que tem a função de zelar pela ideia proposta, divulga-la e fomenta-la entre os seus, trazida pelos orientadores daquela casa em sí.

Porém, pode o médium buscar de outros recursos para enriquecer o seu conhecimento, seja bebendo da cultura do Kardecismo, seja sendo praticante de Reiki em seus níveis, seja estudando (para fins de melhor entendimento inclusive do transe mediúnico) as relações com a HIPNOTERAPIA. Não é prudente, porém..na relação do MÉDIUM + ENTIDADE, permitir que se suponha o atendimento incorporado, com o uso de outras técnicas.

O médium pode receber o suporte de entidades que lhe auxiliarão neste quesito, mas jamais faze-lo sob processo de incorporação, pois se assim o fizer, corre o risco de transgredir o fundamento básico da umbanda, que como mencionado acima, é pura e simplesmente a “..manifestação DO ESPÍRITO (ele, sim) para a pratica da caridade..”, tendo em vista, muitas vezes, que o aspecto exigido da caridade, é justamente para que o espirito possa também burilar suas faltas de vidas regressas.

Como poderíamos ser ferramentas úteis neste processo, em sendo nós, médiuns de umbanda, se usufruíssemos da vantagem da incorporação, para IMPULSIONAR técnicas que são por comum, cobradas ou praticadas com o valor de troca? Implicaríamos como mediador NEGATIVO da presença do espírito de umbanda (na umbanda), negativando também nossa própria evolução, pois debruçaríamos (corre o risco) de nessa mistura, praticarmos com o uso do magnetismo das entidades, apenas carinho no nosso ego. Entidade não aplica REIKI, ainda que ela possa dominar a técnica.

O Reiki, a exemplo, tem função especifica aos atendimento de cura, onde o canalizador pode ser o primário no atendimento, para que enfim depois um médium, com um caboclo de umbanda (cura), promova a ação de resgate karmico, abrandando a doença no consulente, quem sabe até a própria cura.